CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

sábado, 13 de março de 2010

Santos e Palmeiras: a hora da verdade

Um time é o líder do campeonato, tem um ataque arrasador e vem encantando até torcedores rivais. O outro é apenas o oitavo colocado, não vem apresentando um futebol convincente e vive sob a desconfiança de sua torcida. Se você, caro leitor, tivesse de apostar suas fichas em uma das duas equipes, a escolha seria pela primeira, certo?
O cenário descrito acima serve para ilustrar o clássico do próximo domingo, entre Santos e Palmeiras. O líder Peixe, sensação do Paulistão-2010, enfrentará um desacreditado Verdão, que vem sofrendo com a pressão de seus torcedores.
Quer dizer, então, que o time da Baixada conquistará uma tranquila vitória sobre o rival alviverde? No que depender do passado recente dos dois clubes, a resposta é negativa. A velha máxima de que “em clássico, tudo pode acontecer” foi seguida à risca no Paulistão-2009.
No Estadual da última temporada, o Palmeiras vinha voando: terminou a primeira fase na liderança, com quatro pontos à frente do segundo colocado (São Paulo), e com apenas uma derrota em 19 partidas. O Verdão ostentava, também, o melhor ataque da competição, com 38 gols – média de dois por confronto.
Enquanto isso, o Santos não vivia um bom momento. Na bacia das almas, conseguiu sua classificação para as semifinais: derrotou a Ponte Preta por 3 a 2, de virada, com um gol de pênalti nos últimos minutos, e classificou-se na quarta posição.
O duelo entre Palmeiras e Santos, pelas semifinais do Paulistão-2009, era marcado pelo favoritismo do Verdão, com Cleiton Xavier, Diego Souza e Keirrison em grande fase.
A molecada santista, por sua vez, vivia sob desconfiança. Neymar, Paulo Henrique e Madson oscilavam muito nos jogos, e Kléber Pereira vinha recebendo muitas vaias da torcida pelo excesso de gols perdidos.
O resultado do embate entre Verdão e Peixe, no ano passado: vitórias do desacreditado Santos, tanto na Vila Belmiro quanto no Palestra Itália. O placar foi o mesmo nos dois confrontos: 2 a 1 para os santistas.
Nesse jogo, tudo pode acontecer, chegou a hora da verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário