CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Santos mostra força, vira o jogo e fica perto do título paulista

Foi um jogo digno de uma final de Paulistão. Com dois tempos bem distintos, o Peixe venceu de virada o Santo André por 3 a 2, neste domingo, no Pacaembu, ficando a apenas um empate de comemorar o título estadual de 2010. Derrota por um gol de diferença também serve para o Alvinegro.
O primeiro tempo viu uma inversão de papéis. O do time incisivo coube ao Ramalhão, e o do acuado, ao Santos. Mostrando ímpeto, o Santo André atacou desde os primeiros minutos.
O Peixe, em contrapartida, viu seus principais nomes, Neymar, paulo Henrique e Robinho, rendendo abaixo do esperado. O chute de Ganso sobre Robinho, aos 25, foi a síntese desta apatia. "Nosso time não compareceu, foi envolvido. Não foi o Santos', disse o treinador, Dorival Júnior, no intervalo de jogo.
Mal em campo, o Santos teve um golpe duro aos 34 minutos. Bruno César cobrou bela falta de longe e fez 1 a 0 para o Ramalhão. Robinho, também apático, perdeu boa chance aos 42, após jogada de Léo.
O Peixe perdeu Neymar para a segunda etapa, com dores no olho - ele foi substituído por André. Porém, ao contrário da etapa inicial, o Santos voltou com mais atitude. Tanto que perdeu duas chances nos primeiros minutos, com Marquinhos e o próprio André.
Mas foi num espaço de quatro minutos que o Peixe comprovou o apelido de "time da virada". Aos 12 minutos, o atacante do Peixe empatou o jogo, após cruzamento de Ganso. Já aos 16, Wesley partiu em contra-ataque, entrou na área e bateu forte, no canto direito de Júlio César: 2 a 1.
O placar adverso desmontou o time do Santo André. Aos 24, após falha do sistema defensivo do Ramalhão, Wesley entrou na área e chuta, a bola desvia no goleiro e entra nas redes: 3 a 1 Santos. O Peixe demolidor, enfim, dava as caras no Pacaembu.
A situação ficou ainda pior para o Santo André aos 28 minutos, com a expulsão de Toninho. No entanto, finais são, na sua maioria, marcadas pela emoção até o final. Tanto que o Ramalhão fez o segundo aos 37 minutos, com Rodriguinho. Mas não teve jeito: a taça ficou mais perto de descer a Serra.

SANTO ANDRÉ 2 X 3 SANTOS
Santo André
Júlio César; Cicinho, Cesinha, Toninho e Rômulo; Alê, Gil, Branquinho (Pio) e Bruno César; Rodriguinho e Nunes Técnico: Sérgio Soares
Santos
Felipe; Pará (Madson), Edu Dracena, Durval e Léo; Wesley, Arouca, Marquinhos e Paulo Henrique (Zé Eduardo); Neymar (André) e Robinho Técnico: Dorival Júnior

Gols: Bruno César, aos 34 do primeiro tempo; André, aos 12; Wesley, aos 16 e aos 24; e Rodriguinho, aos 37 do segundo tempo

Cartões amarelos: Rômulo e Toninho (Santo André); Wesley (Santos)

Cartão vermelho: Toninho (Santo André)

Renda: R$ 1.770.150,00

Público: 33.354

Nenhum comentário:

Postar um comentário