CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Com rivalidade em alta, santistas cutucam o Corinthians

A Tribuna
Santistas e corintianos devem promover novo jogo quente neste domingo
É o jogo que todos querem: os santistas, para mostrar seu futebol talentoso diante do maior rival; e os corintianos, para responder ao jogo, ora moleque, ora abusado, dos Meninos da Vila. A três dias do duelo no Pacaembu, os jogadores do Peixe não perdem a chance: apesar do respeito ao atual líder do Brasileirão, não deixam de dar suas cutucadas.
"Acho que o que aconteceu já passou, não tem que ficar pensando nisso. Vai ser um jogo difícil, mas espero dar um bom jogo e fazer fols. Se der pra dar chapéu, vou dar chapéu", provoca o atacante Neymar, persoangem importante do últim oencontro entre as equipes, dia 28 de fevereiro, na Vila, pelo Paulistão.

Naquela oportunidade, além do gol e do pênalti perdido, atiçou a ira corintiana com um chapéu insolente sobre o zagueiro Chicão, com a bola fora de jogo.

"No futebol as coisas mudam muito rápido. Acho que ele, Chicão, não tem mágoa nenhuma. Da minha parte não tem. Se me der vontade de dar chapéu na hora, por que não?", instiga o camisa 11 do Peixe.

Já o atacante André lembra da dificuldade que será encarar o Corinthians e, quem sabe, até chegar à liderança do campeoanto.

"A gente está indo pra campo apenas para jogar bola. Clássico é sempre um jogo difícil. Sem dúvida tem um sabor especial porque é o líder do campeonato, mas a gente espera fazer um grande jogo e terminar o fim de semana na liderança".

Alerta

Mais experiente, o lateral-esquerdo Léo sabe das implicações de um Santos x Corinthians. Na memória recente, ainda repousa o terceiro gol na decisão do Nacional de 2002, no Morumbi, que sacramentou o título santista. A situação, é claro, é outra, mas ele usa sua quilometragem para dar conselhos aos meninos, sobretudo Neymar.

"É pela idade, ele é impulsivo. Não tem como podar. Mas não acho que isso vai atrapalhar ou apimentar o clássico", acredita.

Porém, Léo não se ilude: se o Timão, em algum momento, deixar a bola de lado, a respsota poderá ser desagradável: para os donos da casa.

"Com a qualidade que o Corinthians tem, vão querer entrar pra jogar futebol e ganhar o jogo. Se bater, a molecada vai bagunçar", prevê. O jogo promete.

Nenhum comentário:

Postar um comentário