CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

domingo, 16 de maio de 2010

Jogadores santistas divergem sobre razões do empate com o Ceará

Globoesporte.com
Os jogadores do Santos buscaram justificativas diferentes pela atuação irregular no empate por 1 a 1 com o Ceará, neste domingo, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Para o zagueiro Edu Dracena, a marcação do adversário e as chances perdidas foram determinantes.
"O Ceará marcou muito bem. Tivemos algumas chances, mas a bola não entrou", afirmou.
Já o meia Paulo Henrique Ganso culpou a arbitragem pela igualdade. Os atletas deixaram o gramado reclamando bastante de faltas não marcadas, principalmente no atacante Neymar, no segundo tempo.
"Nossa equipe partiu para cima. O Ceará fez uma marcação forte, mas o juiz prejudicou. Apanhamos demais", ressaltou.
O atacante André, substituído por Marcel no segundo tempo, também lamentou as oportunidades não aproveitadas pela equipe e acredita que o Santos fez uma boa exibição. Foi o segundo empate do Alvinegro na competição.
"O Santos não jogou mal. A bola não quis entrar. Agora, temos que pensar no Grêmio", disse o centroavante, referindo-se ao jogo de quarta-feira, na Vila Belmiro, que vale vaga na final da Copa do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário