CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

sábado, 20 de março de 2010

Marcel: 'Quero entrar na História do estádio'

Não basta estrear. Tem que ser com gol. E, de preferência, histórico. Este é o pensamento do atacante Marcel, que hoje vai fazer a sua primeira partida com a camisa do Santos, no amistoso contra o Red Bull New York, na cidade de Harrison, Nova Jersey (EUA), às 19h30 (de Brasília).
Como o Peixe vai participar da inauguração da Red Bull Arena, moderno estádio construído para 25 mil torcedores, a ideia do atacante é a de que ele seja o autor do primeiro gol do local.
- Já pensou? - questiona Marcel.
- Eu comecei a pensar nisso no avião, vindo para os Estados Unidos. Seria uma coisa muito legal, ainda mais porque é a minha estreia pelo Santos. E começar fazendo gol é sempre importante para um atacante - comentou.
Para Marcel, amistoso nos Estados Unidos é um recomeço na carreira
Marcel está há mais de três meses longe dos gramados, recuperando-se de um sério problema no joelho esquerdo. A lesão, inclusive, o aproximou do time da Vila Belmiro, já que ele fez toda a sua recuperação no Crepraf. Foi contratado apenas depois de recuperar-se do problema, mas ainda não foi apresentado oficialmente.
Agora Marcel está diante da sua primeira chance. Hoje, deve formar a dupla de ataque com Neymar, que só chegou a Nova Jersey ontem à noite. O atacante, com passagens por São Paulo e Grêmio nos últimos anos, espera um futuro diferente com a nova camisa.
- Estou encarando com muita seriedade. Apesar de ser um amistoso, para mim é um recomeço. É um motivo de orgulho representar o Santos aqui, nos Estados Unidos, espero fazer um bom jogo - afirmou Marcel, que só se esquivou sobre o assunto "comemoração".
- Sou um cara mais discreto. Se eu marcar, não sei se vou dançar. Prefiro uma coisa com mais garra, mas se alguém começar alguma dança, eu vou no embalo - finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário