CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL
CLIQUE NA FOTO E SEJA LEVADA À MAIOR LOJA DE BIQUÍNIS DO BRASIL

segunda-feira, 12 de abril de 2010

CONFIRA O JOGO PASSO A PASSO

Primeiro tempo
O equilíbrio na etapa inicial durou apenas os primeiros minutos. Na chamada fase de estudos, as duas equipes demonstraram muita disposição em campo, mas encontraram dificuldades para superar a marcação das defesas.
Aos poucos, no entanto, os santistas adiantaram a marcação e passaram a usar a técnica e o talento para jogar dentro do campo do adversário. Deu resultado.
O time de Dorival Júnior abriu o placar aos 25. Neymar lançou Léo na ponta esquerda. O lateral cruzou para o meio de área e Junior César, afobado, acabou tocando contra o próprio gol.
O lance desestabilizou o São Paulo. Em vantagem, os santistas seguiram pressionando, tocando a bola, em busca do segundo gol.
Aos 33, Marlos fez falta em cima de Robinho, levou o segundo amarelo, e foi expulso.
Com um homem a mais, o Peixe partiu para o abafa. Aos 40 conseguiu ampliar em outra grande jogada de Neymar. O atacante, dentro da grande área, cruzou entre dois zagueiros. André apareceu por trás da defesa e só escorou para fazer 2 a 0.
Segundo tempo
O São Paulo voltou do intervalo com Cicinho no lugar de Washington. O técnico Ricardo Gomes optou por perder força ofensiva para recompor o meio-de-campo e não ficar em desvantagem para o Santos na briga pelo espaço neste setor.
E o São Paulo voltou a incendiar o jogo logo aos 7 minutos da segunda etapa. Hernanes fez grande jogada individual, arrancou e chutou no canto direito de Felipe, diminuindo a desvantagem da sua equipe. O São Paulo seguiu pressionando e aos 21 chegou ao empate. Cicinho lavantou a bola na área e Dagoberto, de cabeça, igualou o placar.
Dorival Júnior correu aos reparos e mesmo com um homem a mais procurou fechar o time, colocando Pará no lugar de André. Aos 32, mais atlterações: Madson entrou no lugar de Neymar e Zé Eduardo substituiu Marquinhos.
Aos 38, o Santos teve a chance de definir a vitória. Paulo Henrique Ganso cruzou para a área, Zé Eduardo chegou sozinho na segunda trave, de carrinho, e desviou a bola pela linha de fundo, muito perto do gol de Rogério Ceni.
No fim do jogo espaço no São Paulo para Fernandinho e Marcelinho Paraíba, que entraram nos lugares de Jorge Wagner e Dagoberto, respectivamente.
Aos 44, o zagueirão Durval, de cabeça, após cobrança de falta de Madson, recolocou o Santos em vantagem, dando números finais ao marcador.

Ficha técnica

São Paulo: Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Júnior César; Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos e Jorge Wagner (Fernandinho); Dagoberto (Marcelinho Paraíba) e Washington (Cicinho). Técnico: Ricardo Gomes.

Santos: Felipe; Wesley, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Marquinhos (Zé Eduardo) e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Madson), André (Pará) e Robinho. Técnico: Dorival Júnior.

Gols: Junior César (contra), aos 25, e André, aos 40 minutos do primeiro tempo; Hernanes, aos 7, Dagoberto, aos 21, e Durval, aos 44 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Neymar, Paulo Henrique Ganso, Robinho, Wesley, Edu Dracena e Léo (Santos); Cicinho (São Paulo). Cartão vermelho: Marlos (São Paulo).

Público: 35.695 pagantes.
Renda: R$ 1.578,325,25.
Árbitro: Marcelo Rogério.
Local: Morumbi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário